quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Miss Brilhantina, a ti me confesso


Podes parar de procurar o Baltazar. Trago-o vestido. Com o frio que está, espero que compreendas. Ele estava com um pêlo tão bem tratado que não resisti, com a benésse de que combina com a cor dos meus sapatos novos da H&M.  Eu para usar pele, tem de ser da verdadeira (daquela que se uma pessoa puxar dói, principalmente ao bichinho, lol)) Atenção que não fui eu que o matei, esfolei, curti e cosi. Quando entrei na loja já ele lá estava pendurado numa cruzeta. Acho que se as pessoas encontrarem as peles já sem animal dentro, então não são culpadas de nada. 
Eu não sou hipócrita, sabes? Uma coisa é uma pessoa matar uma foca à catanada, outra coisa é a pessoa que depois usa o casaco. São situações absolutamente dissociadas uma da outra. 
Tenho o sonho de ter uns sofás em pele de rinoceronte, e hei-de tê-los. Já as minhas jóias são todas em marfim. Não estou cá para usar aquela porcarias em acrílico que se vendem na Parfois. Não sou politicamente correcta, eu sei, mas também sei que não sou hipócrita, ai isso é que não sou! Por isso eu sei que me vais entender, e para mais, só vi que era o Baltazar quando virei o colete do avesso e vi a etiqueta que dizia "100% Baltazar Brilhantina". Se é para usar peles, uso das verdadeiras ou então das falsas que são tão caras como as verdadeiras. E dessas nunca encontrei nenhuma que me enchesse a bistinha. E se a minha bistinha não enche, há animais que vão parar ao matadouro, ah pois vão, lol.

12 comentários:

€%$@ disse...

Não é hipócrita, apenas se contenta com o melhor e o genuíno.

I. disse...

Tão bom.

Ême disse...

Eu quero uma mala a tira colo com a pele dela. Pode ser? pode? vá lá...

Anónimo disse...

Este está ao melhor nível. Tão bom, tão bom que cuspi o ecrã com a gargalhada.
Cada um tem as suas prioridades!
A honestidade é muito importante. E andar vestida a gosto também.

Xuxi disse...

ui, ja temos jantar!!

Julie D´aiglemont disse...

Fui ver... Não dá para acreditar, mas o texto parodiado consegue ser mais estúpido do que a paródia. Realmente, um cérebro não lhe ficava mal.

Teresa disse...

E eu, que nem conhecia o blogue, mas tinha ideia de já ter visto um título próximo da etiqueta, dei com ele num ápice. E não resisti a comentar.

Susana disse...

não sabia que ainda havia pessoas com uma mentalidade assim tão troglodita

Mia disse...

ai jasus, que crueldade, mulher!

ophelia disse...

que tristeza

Anónimo disse...

O teu blog é muito giro! Continua que estás no bom caminha! Ah e sim! A Pipoca é mesmo Muuuuuiiiito arrrogante!

Joana disse...

Bom post, magnifico blog...e realmente essa senhora precisa de cérebro.