sexta-feira, 3 de junho de 2011

Há coisas que nem às paredes se confessam quanto mais ao blog

31 de Abril, chego ao aeroporto de Coina, vinda de uma viagem a New York. Em Coina o relógio marcava 13h, em New York o relógio marcava 08h por causa do fuso horário padrão que lá é o UTC/GMT.

Deixo a mala cheia de roupa suja em casa, tinha lá 2 pijamas, 4 calças, 10 blusas e uma boa quantidade de roupa interior. Oh se tinha, ai tinha tinha. Comi o meu almoço, um bife mal passado com pimenta preta a acompanhar um arroz delicioso mas um bocadinho mal cozido, ai Dona A., Dona A., vai levar tau tau! Bebi o meu ice tea de limão com duas pedras de gelo e bebi um café asa delta. Bem, quase me perco nos pormenores, mas eu sei que vocês querem saber estas coisas, não é amiguinhos?! Dizia eu, deixei a mala em casa e segui para o shopping. Fiz compras e mais compras, gastei gastei gastei. Paguei tudo com o Visa, claro.

No mês seguinte recebi uma carta do banco com o extracto da minha conta, nem queria acreditar. Estavam lá descritas umas compras feitas no shopping, no dia 31 de Abril, mas eu não me lembro de nada do que se passou nesse dia. É um vazio, mesmo. O Ricky veio falar comigo: Oh Pipi, andaste a gastar mais do que devias, olha aqui estes sacos no teu armário. Fiquei chocada!!! Como ousa ele insinuar semelhante coisa???

Moral da história: fumar mata. E se eu me lembrasse do dia em que comecei a fumar, estaria extremamente arrependida.
Outra moral da história: grão a grão enche a galinha o papo. E eu encho o blog. Olarila.

daqui

12 comentários:

Anónimo disse...

Pipi, desculpa, mas agora estiveste mal. A tua sátira é a algo de fútil. O texto que linkas não tem NADA de fútil. Não consigo imaginar como se pode satirizar aquela confissão, mas não será, nunca, de certeza, a falar de pedras de gelo no ice tea e de compras.

Ricardo disse...

Pipizoca eu cá retirava este post. sabe lá, ainda lhe vão ao trombil (com todo o respeito pela sua cara pipizal). xD.
Sinceramente...

pipi das meias altas disse...

Claro que sim. Dizer que se deu porrada, que se "apagou" num blog pondo a nu a pessoa que levou (porque quem sabe da história sabe quem é) é decente, partilhar num blog essas coisas é natural (sabes o que almocei hoje? também te vou contar) mas satirizar não! especialmente porque se futilizou algo que é grave e se pode gritar para o povo ler.

Não fui eu a fazer o post mas preferia nem sequer ter lido o original.

Anónimo disse...

há mesmo coisas que nem ao blog se conta....

Anónimo disse...

Não digo que não se deva satirizar aquele post. Choca-me ver a futilização da violência que ele faz comparada (por vocês) à futilização da blogosfera das comprinhas e dos vernizes, porque essa comparação não existe na e pela simples publicação daquele post.

A vossa equipa, Pipis, às vezes tem rasgos de genialidade. Mas este não foi um deles.

pipi das meias altas disse...

Satirizar a violencia sem descer tão baixo é sempre complicado. Leia outra vez e, caso consiga fazer melhor, pipisemmeias@gmail.com.

Stiletto disse...

Preferia não ter visto isto. E muito menos o original.
Acho que é o 1º post deste blog que eu realmente não gosto. É um assunto triste demais para se estar a gracejar.

Tena Lady disse...

Pipi, eu só queria dizer que não é armário, é closet.

Manuel disse...

Que não se lhe avarie o carro, porque bater numa mulher vale um parágrafo, avariar a treta de um carro vale meia dúzia de posts. Logo aí se vê quem ele é.

Anónimo disse...

Agora consigo perceber o que é que essa pessoa conseguiu com o blog, visitas!
Já passou das 30 000 será que vai premiar o visitante nr 30 000

Anónimo disse...

Pipi também achei este post fora do contexto... mas concordo era difícil fazer melhor...

fiquei revoltada com o texto original, por norma ria me, hoje não foi bem assim :S


Suse :)

Anónimo disse...

O senhor até pôs o blog para convidados.. aquilo agora só a lince pode comentar! Aposto que os próximos posts vai confessar que além de ter espancado uma ex, conseguiu hospitalizar mais duas ou três! O homem é australopiteco? Pelo que escreve, deve ainda viver de tanga e de moca ás costas para espancar todas as que lhe aparecerem!