quarta-feira, 18 de maio de 2011

Sou forreta e coerente

Ai amygas, sabem aquelas coisas que as marcas não me oferecem e eu teria que pagar por elas se as quisesse ter? Manicure, pedicure, cortar o cabelo, tomar banho, limpar os ouvidos, tirar o cotão do umbigo, enfim, um sem fim de coisas. Pois bem, apesar de me cansarem a alma, a minha forretice obriga-me a fazê-las euzinha. E este post serve de luz para essas almas que andam aí imbuídas de um espírito consumista desenfreado - ainda ontem fui às compras à Gota Doce e vi lá uma mulher a comprar fiambre de peru em forno de lenha e arroz integral, num verdadeiro atentado à crise económica em que o país está mergulhado - e consomem e consomem e consomem e não percebem que isso não as vai levar a lado algum.
Atentem em mim caras amygas! Aprendam comigo! Eu não embarco em loucuras e luxos. Acho irresponsável que vocês - que se calhar até trabalham e ganham o vosso dinheiro - andem para aí a gastar o vosso dinheiro em coisas que vocês acham válidas e que vos dão prazer porque afinal de contas o dinheiro é vosso.

E agora vou ao shoping e volto já para vos mostrar a nova colecção da Pleto, da minha querida Manga e da minha favorita, a Violinos. [suspiro]


daqui

2 comentários:

Leana disse...

À Gota Doce hehehe :)

Charlotte disse...

Eu demorei mais tempo do que gostava de admitir a perceber a Pleto... mas o que me ri a seguir :P