quinta-feira, 19 de maio de 2011

Marido não é familia!

Família é quem tem o mesmo sangue. Se casar, o meu marido não será a minha família, era o que faltava, nem pensar, quanto muito será o pai dos meus filhos mas nunca será da minha família...

E essa coisa de que família também é quem é unido por laços afectivos é treta, não! não! e não! alias, para provar que são da minha família, têm de se sujeitar a exames de adn minuciosos. Era o que faltava. Bleuurggg.


Mas o meu amor (amor não é família, ai ai ai, já falámos sobre isso), ficou um pouco murcho, triste até com essa minha visão meiga, quente e fofa sobre o nosso futuro. Não sei... Talvez o apresente como namorado da próxima vez que sairmos, em vez de bodygard ou copeiro. Também sei ser humana, sabem?


E agora vou pedir ao meu sobrinho que me lave o chão da casa de banho, quié? tem 3 anos e o sangue é só 30% igual ao meu, tá?

Daqui

16 comentários:

Anónimo disse...

pipi agora fiquei confusa, e quando tiveres filhos?
São da família? são do marido? são só teus?

como fica a família????????

Pedro Almeida disse...

Se a burrice da maioria da blogosfera feminina Portuguesa pagasse imposto...o Strauss-Khan ainda era director do FMI.

pipi das meias altas disse...

Depende da percentagem genetica que tem minha, claro...

(com cada pergunta...)

Pedro Almeida disse...

Por exemplo o príncipe William é da família do Carlos, já o príncipe Harry é da família da Diana...é questão capilar.

pipi das meias altas disse...

Olha pedro, isso é coisa q nunca irá acontecer. Toda a gente sabe que o director da fmi é o George clooney.

(cansada de gente inculta)

I. disse...

Duh, claro que o marido não é família! Família são as pessoas que nos podem doar orgãos, em precisando. O meu rim sobresselente, é como chamo ao mano :')

Anónimo disse...

Este blog é serviço publico. Eu acho que andas a fazer o censos blogosférico das freaks e aberrações.

Mie disse...

O namorado se for esperto livra-se de uma ovelha negra na familia.

*C*inderela disse...

pipi,
ainda bem que este blog não fechou, já sentia falta do "outro ponto de vista" aos meus post's. infelizmente eu não tenho a capacidade de explicar logo todas as vertentes do mesmo assunto, duh que eu sou. Mas lá está, como referi do meu post, familias de sangue não se escolhe enquanto namorados/maridos podem eliminar facilmente ovelhas negras.

Ricardo disse...

E vivam os imbecis. really. depois admiram-se de serem apelidadas de fúteis e cabeças ocas. enfinhe.

Anónimo disse...

Será que esta alma iluminada já parou para pensar que, por estas ordem de ideias, o seu pai e sua mãe também não são família (entre si)?

Anónimo disse...

O que me irrita é a insistência que ela comete neste erro: " e se eu não sou da família dele porquê que tenho que adoptar uma coisa que não é minha?!". Pela milésim vez é "PORQUE É QUE tenho de adoptar...". A única explicação é que ela escreve como fala, à tia de cascais. Grrrrrr atina mulhé!

Anónimo disse...

Eu voto na I. pra Pipi.

I. a Pipi!
I. a Pipi!
I. a Pipi!

:D

Anónimo disse...

apoiado!
I. a Pipi!

Susana disse...

Oh Pipi, ainda bem que andas por aí em busca do que a blogoesfera tem de melhor!
Gabo-te a paciência para leres todas estas baboseiras!

Continua, Pipi, que eu preciso de me rir!

P.S. - Lá em casa somos, pelo menos, 3 famílias: eu, o marido, cada um de nós da sua família de origem, ela própria constituída por outras duas (os nossos pais, que toda a gente sabe não são família), e quando nos juntamos todos, mais os irmãos, os avós e o filhos, parece uma festa real tal a quantidade de famílias diferentes!

(vou ali vomitar e venho já!)

Alexandra disse...

Eu que considerava o meu finado penudo como família.

Sacrilégio!