quarta-feira, 13 de abril de 2011

Coisas que me causam tremeliques

Pessoas que insistem, porque insistem, em levar o gato para a Baixa da Banheira. É coisa para me provocar nervos, deixa-me passada carai. Com tanta residência boa e a preço razoável e elas insistem em levar o gato. Plamor do Senhor, então vocês não conseguem perceber que saía mais em conta ir para uma residência, entregavam o gato à mãe, à irmã, à vizinha, à prima ou à tia e iam à vossa vidinha seguir o sonho? Mas diz que não. Que tem que levar o gato porque assim é que é. Senhor seja louvado. Ainda por cima, com o dinheirinho que poupavam nisso, sempre me compravam mais uns livros. Tenho dito. E o que está dito, está dito.

Venda da semana:

Grátis à troca de 5 gatos cada um. Quem me comprar os 3 pode ainda escolher um menino da lágrima ou um cão de loiça.




daqui

12 comentários:

Anónimo disse...

Eh pá, carai, pá, estes são os meus posts preferidos. Juro pela minha saúdinha e bato com a mão no peito. É que ninguém pensou nisso. Ninguém, na p%t@ desta terra, teve essa ideia, f&#$-?!. És genial, és cá das minha (bato no com a mão no peito). Um café e um beijo.

Anónimo disse...

Para comentar é preciso ler. Assim como já li o seu blog posso dizer-lhe que é tão pouco imaginativa que até dá pena. Ainda por cima dá erros ortográficos. mas agradeço por que permitiu que descobrisse blogues óptimos. A sua publicade é muito boa. Ah! Imagino que apague o meu comentário mas não tem importância sempre posso publicá-lo no meu. Apetece-me fazer-lhe o mesmo que faz aos outros. Coitadinha!!!!! A Pipi é uma pessoa tão amarga e triste. Padece tambám de falta de imaginação.

Anónimo disse...

O meu comentário não vai ser aprovado!!!!!!

Anónimo disse...

Ainda não percebi bem se a take me quer mesmo ir para a baixa da banheira, o que acho legítimo que queira evoluir e estudar e tal, ou se quer que a malta a sustente para o resto da vida é que ao tempo que ela anda nisto já deve ter amealhado uns cobres e depois existem umas coisas chamadas part-time e bolsas, é não é?

the woman who sold the world disse...

Só queria mesmo o menino da lágrima.

Bombocaa disse...

n é tambám...ou é?!

Ora aí está algo que tb me faz uma certa impressão...

ophelia disse...

eu também tenho um sonho, o problema é que não tenho nada para vender

A.Z. disse...

E um gato de louça, não se arranja?

Julie D´aiglemont disse...

Uma vez que a minha admiração por este blog e pelas sátiras que fazes é pública, acho que sou insuspeita para dizer o seguinte: desta vez acho que estás a ser injusta. Eu também não deixaria o meu gato mais velho para ir a lado nenhum. Para mim seria como abandonar um filho. Mas é só a minha opinião. Pode começar o apedrejamento por eu ter comparado um gato a uma criança.

I. disse...

Eu também levava a bichana, pá. Mas nem pensava duas vezes.

(também seria como abandonar um filho, mais pedras para aqui, faz favor)

Teresa disse...

E vai a terceira. Sem as princesas, impensável!

Anónimo disse...

Tudo ao lado, Pipi!

Mas acaba por fazer sentido dar tempo de antena às ideias mais originais da blogosfera. Pena que não consiga fazer melhor.