quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Como ter uma opinião influente? (ou será irreverente? oh, tanto faz!)

Também eu quero expressar a minha opinião sobre a morte daquele senhor das revistas que agora se descobriu que afinal era bicha, nunca tinha desconfiado, benza-me Deus, mas de quem eu gostava muito de ler as crónicas sociais, porque socializava muito com as pessoas assim mesmo vipes que aparecem nas revistas de pessoas famosas.

Eu queria dizer que acho muito mal o Renato ter matado o Carlos, porque matar no geral é uma coisa má, e ninguém merece morrer assassinado, porque o assassinato, como se sabe, também é uma coisa má, e acabou com a vida de ambos, um porque morreu, e o outro porque vai para a prisão e apesar de ficar famoso e também aparecer nas revistas, já não irá comer os rissóis nas festas nem nada, e assim já não conta. Não sei se sou só eu que penso assim, mas pelo menos esta é a minha opinião.

Também estou muito indignada com a forma como despejaram as cinzas do senhor lá no coiso do metro, tem algum jeito? Já pensaram nas pessoas que têm problemas respiratórios, terem de levar com aquelas cinzas todas no ar, numa cidade onde só vivem 8 milhões de pessoas, com uma densidade populacional de 11 mil pessoas por quilómetro quadrado, e onde por dia só entram mais uns 10 milhões, e praticamente não há trânsito nem emissões nenhumas derivadas da queima de combustíveis fósseis, realmente, imaginem o que aqueles quase vinte milhões de pobres almas irão sofrer? Pá, a sério, acho que não se admite. Não sei se é só de mim, mas acho que é tipo, uma beca fatela.

3 comentários:

Anónimo disse...

NÃAAAAOOOOO! O Carlos era gay???? Diz-me que é mentira.

ophelia disse...

desinformada. ele não era nada gay

Petra Pink disse...

Desculpa lá...
Mas se havia gajo que cheirava a cavalo, limpava o nariz à mão, cospia para o chão e via altos desafios do SLB de cerveja em punho a cuspir amendoim era o Carlos ok.